óia brigadeiro (2013-16)

óia brigadeiro

2013 – 2016. Cozinha e comércio ambulante diário de rua.

partilha do sensível
brigadeiro de chocolate “belga”
  • 1 lata de leite condensado (Leite Moça é péssimo, opte se possível pelas marcas Elegê e Piracanjuba; o leite condensado do supermercado Dia também é bom).
  • 1 caixinha de creme de leite leve (não use o creme de leite de lata porque há risco de talhar).
  • 200 gr de chocolate meio amargo (a marca Sicao é a versão de fabricação nacional do chocolate belga Callebaut – custo/benefício ótimo).
  • 2 colheradas de cacau 100% em pó Callebaut (daí não é possível escapar do importado, pois é ele quem vai fazer a diferença).
  • 1/4 de tablete de manteiga com ou sem sal (margarina never!).

Misturar todos os ingredientes numa panela e levar ao fogo. Siga misturando com calma, mas sem parar, sempre arrastando a colher pelo fundo da panela. Vai ferver e começar a engrossar. Esqueça aquela dica do ponto “até desgrudar da panela”. Vá acompanhando a massa engrossar, puxando com a colher e derramando no ar. Quando deixar de cair de forma muito líquida é hora de desligar o fogo (esse é o meu ponto para um brigadeiro mole e levinho, mas vai do gosto de cada um). Deixe esfriar a massa na panela (porque ela vai continuar engrossando sozinha) e depois coloque numa travessa e leve à geladeira por, no mínimo, seis horas.

Para montar os brigadeiros, triturar o tablete de chocolate belga com uma faca (não faz mal se os pedaços ficarem de tamanhos diferentes) e colocar em uma bandeja. Pegar com uma colher a massa do brigadeiro já descansada (não precisa fazer a “bolinha”) e passar pelo chocolate triturado, virando pra cá e pra lá. Pronto. Não guarde os brigadeiros na geladeira porque eles vão endurecer. Melhor consumir logo, dar de presente ou levar para a rua 😉

"art is everyday"
so-so eng?